Translate

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Deus Enxugará Todas as Lágrimas

O mês passado não foi nada fácil, pois a medicação da bomba de morfina a qual eu faço uso, havia acabado e ainda não tinha chegado ao hospital, passei quase um mês com dores maiores do que as que eu sinto normalmente; foi horrível. O médico precisa colocar os remédios na bomba de 4 em 4 meses, foi a primeira vez que eu me atrapalhei com a data.
Também foi o mês da conferência geral da Igreja. Reli alguns discursos e outros também; gosto de procurar por experiências que me ajudem a entender melhor algumas coisas. Porque especialmente no começo, eu me perguntava, além de ter ficado tetraplégica e passar por tantas dificuldades, ainda tinha que sentir tantas dores?
Como sempre encontro as respostas nas escrituras, quando li A Liahona de setembro de 2015 o Presidente Henry B. Eyring, compartilhando uma pequena experiência do pai dele, que estava lutando com um câncer, o Espirito Santo tocou o meu coração durante a leitura, eu soube que era a resposta.

Nas palavras dele:
Quando a dor se tornou intensa, nós o encontramos certa manhã de joelhos ao lado da cama. Ele estava fraco demais para voltar ao leito. Disse-nos que orara para perguntar ao Pai Celestial por que tinha de sofrer tanto se sempre tentara ser bom. Contou-nos que, como bondosa resposta, ouviu: “Deus precisa de filhos corajosos”.
E assim, ele foi valente até o fim, confiando que Deus o amava, que o ouvia e que o elevaria. Teve a bênção de ter aprendido bem cedo e jamais esquecido que um Deus amoroso está ao alcance de nossa oração.

No Novo Testamento em 2 Coríntios 12:7-10 diz o seguinte:

E para que não me enaltecesse pelas excelências das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, para que não me enalteça.
 Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.
 E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.
 10 Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por causa de Cristo. Porque quando estou fraco, então sou forte.

Eu sei que temos um Pai Celestial que ouve e responde as minhas orações, que nem sempre as respostas são como eu gostaria que fossem, mas tenho certeza que Ele sabe o que é melhor para mim. Tem pessoas que pensam que porque estão indo à Igreja e se esforçando para guardar os mandamentos, nada de ruim pode te acontecer, que a vida tem que ser somente maravilhosa. Eu pensava assim também, mas já aprendi há alguns anos atrás que não é assim.
Esse discurso do Elder Evan A. Schmutz dos Setenta fala exatamente sobre isso, é um dos discursos da Conferência Geral que me trouxe paz. É maravilhoso, eu convido você que está lendo agora essa mensagem a ver e ouvir essas palavras tão inspiradas, que responde ao coração aflito.























Um comentário:

  1. Irmã eu li o livro da história do Pres.Henry li esse trecho que me comoveu e me ajudou tb a ter forças e fortalecer a minha fé no poder de Deus. Eu tb já fiz esta pergunta: Por que pessoas boas sofrem tanto? E por que morrem tão cedo? Compreendi que Deus tem um propósito para cada um de nós, que a dor é consequência de nossas fraquezas e podem ser superadas com a força da nossa fé em Cristo o qual nos prepara e prepara quem esta ao nosso redor, intimamente, para estarmos no mais alto grau dos céus. Nós escolhemos: lutar com a força que Deus nos dar ou desistir na nossa fraqueza.

    ResponderExcluir