Translate

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Uma história de Fé


Nesse natal eu não escrevi nada, mas na semana passada eu li uma história verídica contada pelo Presidente Thomas S. Monson, é a emocionante história de quatro jovens e seus pais. Logo depois que li, pensei em compartilhar no blog, afinal tudo que é bom e edifica é aconselhável compartilhar com o próximo.
😏⛪

Na véspera do Natal de 1997, conheci uma família admirável. Cada membro da família tinha um testemunho inabalável da verdade e da realidade da Ressurreição. A família era formada pelo pai, pela mãe e por quatro filhos. Cada um dos filhos — três meninos e uma menina — nascera com uma forma rara de distrofia muscular e era deficiente físico. Mark, na época com 16 anos, tinha passado por uma cirurgia na espinha, na esperança de se locomover com mais facilidade. Os outros dois meninos, Christopher, de 13 anos, e Jason, de 10, iriam, dali a alguns dias, à Califórnia para se submeter a uma operação semelhante. A única filha, Shanna, tinha, na época, cinco anos e era uma linda menina. Todos os filhos eram inteligentes e cheios de fé, e não havia dúvida de que os pais, Bill e Sherrey, tinham enorme orgulho deles. Conversamos um pouco, e o espírito especial dessa família envolveu minha sala e meu coração. O pai e eu demos uma bênção aos dois meninos que seriam operados em breve e, em seguida, os pais perguntaram se a pequena Shanna poderia cantar para mim. O pai comentou que ela perdera parte da capacidade pulmonar e que seria difícil, mas ela queria tentar. Acompanhada por uma fita cassete, e com uma voz límpida e bela, sem desafinar em nenhum momento, ela cantou sobre um futuro promissor:
Num lindo dia, em meu sonho, em um mundo que adoraria ver,
Há um lindo lugar onde o sol sempre nasce, E brilha no céu só para mim.
Nessa linda manhã de inverno, se meu desejo se tornasse realidade, de algum modo,
Então o lindo dia do meu sonho, seria aqui e agora.
Quando ela terminou, estávamos todos emocionados. A espiritualidade dessa visita marcou meu Natal daquele ano.
Mantive contato com a família e, quando o filho mais velho, Mark, fez 19 anos, foi designado para servir em uma missão especial na sede da Igreja. Tempos depois, os dois outros irmãos também tiveram a oportunidade de servir em missões semelhantes.
Há quase um ano, Christopher, que estava com 22 anos de idade, sucumbiu à doença que acometia todos os filhos da família. E, por fim, no mês de setembro passado, fui informado do falecimento da pequena Shanna, que estava com 14 anos. No funeral, Shanna recebeu belas homenagens. Apoiados no púlpito, os dois irmãos ainda vivos, Mark e Jason, contaram experiências familiares comoventes. A mãe de Shanna cantou em dueto uma linda música. O pai e o avô fizeram discursos comoventes. Embora estivessem com o coração partido, prestaram um testemunho sincero e contundente da realidade da Ressurreição e do fato de que Shanna ainda vivia, bem como seu irmão Christopher: ambos aguardando a reunião gloriosa com a família amada.
Quando chegou a minha vez de discursar, relatei a visita que a família me fizera quase nove anos antes e falei da linda música que Shanna cantara na ocasião. Concluí meu discurso com o seguinte pensamento: “Devido ao sacrifício do Salvador no Calvário, a morte não tem mais poder sobre nenhum de nós. Shanna está viva, sã e salva, e para ela o lindo dia sobre o qual cantou naquele Natal especial de 1997, o dia com que tanto sonhou, está aqui e é agora”.
Contada pelo Presidente Thomas S. Monson

Eu assisti o filme Escrevendo Uma Nova Vida e gostei muito da trilha sonora. O filme também tem uma história muito bonita, eu gostei muito, para quem quiser assistir é uma boa dica. A música é suave, faz a gente sonhar, pensar no que podemos fazer para melhorar nossas vidas. É muito bom!







2 comentários:

  1. Guria,
    Suas palavras sempre me inspiram a querer ser melhor.
    Amo você minha irmãzinha.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir